Como Tirar Fotos Bonitas: 50 Dicas para Tirar Fotos Incríveis e Usá-las em Seus Designs

screen (3)

Nos últimos anos, passamos a postar cada vez mais fotos na internet. A expansão do uso de redes sociais ampliou a quantidade de fotos publicadas, algo possível de perceber pelo aumento no registro de situações cotidianas.

O maior volume, entretanto, tem refletido em certa queda na qualidade das fotos; tanto que a partir da popularização do Instagram, muitas pessoas começaram a usar o termo “fotógrafo de Instagram” para fazer chacota das imagens de baixa qualidade que são postadas diariamente na rede.

Aprender a tirar fotos semiprofissionais pode levar algum tempo, mas alguns fundamentos da fotografia podem auxiliar você a alcançar esse objetivo mais rápido, melhorando não apenas suas fotos, como também o número de pessoas que acompanham seu trabalho na internet. Para tanto, separamos alguns princípios que destacamos como mais importantes para um ponto de partida. São eles:

  • Foco: é o elemento em destaque de sua fotografia. Se o elemento que você quer destacar aparece borrado, significa que seu foco está ruim. Para atingir um bom foco, o elemento principal da foto deve estar claro para qualquer pessoa que olhe para a foto.
  • ISO: reflete a sensibilidade à luz. Deste modo, quanto maior o ISO, maior a sensibilidade; ou seja, a foto ficará com mais bolinhas brancas demarcando os pigmentos de luz. Por isso, quando o ISO está muito alto, diz-se que a foto está “granulada”.
  • Tempo de exposição: é o período em que a lente da câmera fica aberta para tirar uma foto. Quando uma foto sai tremida, por exemplo, quer dizer que o tempo de exposição foi maior que deveria.
  • Abertura do diafragma: é o grau de abertura da câmera para a entrada de luz. Apesar de estar relacionado à sensibilidade da luz, a abertura do diafragma é diferente do ISO. Enquanto um ISO elevado resulta em uma foto “granulada”, uma elevada abertura do diafragma resulta em uma foto “estourada”.

Apesar de parecer complicado a princípio, esses fundamentos auxiliam na produção do clique perfeito. Para facilitar ainda mais o caminho para melhorar suas fotos, vejamos algumas dicas práticas de como esses quatro elementos funcionam:

1) Leia o manual de sua câmera

Muitas vezes, as pessoas compram câmeras semiprofissionais achando que isto é o suficiente, e que estes aparelhos vão tirar boas fotos “sozinhos”. Ledo engano. Uma boa câmera é apenas uma ferramenta para otimizar o trabalho do fotógrafo, e não o contrário. Por isso, leia o manual de instruções de sua câmera e saiba onde está cada comando.

01 Camera

Câmera fotográfica. Pexels

2) Prefira tirar fotos no modo manual

Fotos no modo manual ajudam a otimizar recursos, como luz, foco e cor. Apesar de identificar algumas necessidades da foto, a câmera não conhece a intenção do fotógrafo; então você deve “contar” a ela o resultado que deseja.

02 configurações

Configurações de uma câmera. Pexels

3) Foco é tudo

Sabe aquele efeito de fundo borrado que você encontra por aí e que gostaria de reproduzir em sua foto? O segredo está no uso correto do foco, que enfatiza algum elemento dentro da composição.

03 foto

Fotógrafo realizando o ajuste de foco. Pexels

4) Desfoque o fundo

Se você ainda não sabe utilizar corretamente o foco, um bom meio de começar é com o desfoque do fundo, pois é mais fácil focar em elementos que estão próximos da câmera. Na imagem abaixo, por exemplo, vemos que o foco está na câmera, sendo que os quadros ao fundo estão desfocados.

04 Desfoque de fundo

Foto com efeito de desfoque de fundo. Pexels

5) Desfoque a frente

Depois, que tal tentar desfocar o elemento que está no primeiro plano? Na foto abaixo, por exemplo, vemos que o foco está no celular, e não no cabelo, elemento mais próximo da lente da câmera.

05 desfoque de frente

Foto com efeito de desfoque no primeiro plano. Pexels

6) Atenção à nitidez

Quando um fotógrafo está focando algum elemento distante ou de cor parecida com os demais, muitas vezes acontece da foto ficar toda borrada, apesar de, no momento do clique, ela parecer focada. Lembre-se que, ao tirar uma foto, você quer destacar algo, e ninguém vai entender o que é se todos os elementos estiverem borrados.

06 Nitidez

Foto com baixa nitidez. Pexels

7) Dê preferência à luz natural

Muitas vezes, durante a busca por uma boa foto, são utilizadas ferramentas como filtros, rebatedores e outros equipamentos. Esses elementos ajudam a otimizar a luz disponível no espaço, e não criam um efeito artificial como ISO elevado, por exemplo.

07 luz natural

Duas crianças em luz natural. Pexels

8) Dê preferência à luz difusa

A luz concentrada pode ofuscar elementos importantes de sua foto, já que gera sombras. Então, se a intenção é mostrar um plano mais geral, em que todos os elementos da composição estejam visíveis, evite utilizar luz concentrada, como flash ou luminárias.

08 luz direcionada

Foto com efeito de luz difusa. Pexels

9) Não se esqueça do para-sol

Às vezes, queremos tirar uma foto no pôr-do-sol ou de algum momento com iluminação diferenciada, e percebemos que, no final das contas, a foto não ficou tão boa quanto desejávamos, pois entrou luz onde não deveria. Para evitar esse tipo de transtorno, o para-sol é um baita amigo. Caso não tenha um à mão, você pode improvisar e fazer sombra sobre a lente, por exemplo.

09 camera

Foto de câmera fotográfica. Pexels

10) O flash não é seu amigo

Essa ferramenta, que é padrão de qualquer câmera, muitas vezes atrapalha a foto. Poucas pessoas sabem usar o flash; na maioria das vezes, apenas tiramos fotos de olhos vermelhos ou de momentos onde o flash não faz diferença devido a distância do objeto.

10 flash

Efeito “olhos vermelhos” causado pelo flash. Yale Scientific

11) Se for usar o flash, inove

Apesar do flash ser um recurso que poucas pessoas sabem utilizar, quando sabem, as fotos ficam excelentes. Você pode utilizar o flash para várias coisas: para destacar uma pessoa ou um objeto, reparar luz insuficiente (flash de preenchimento), sombra em excesso ou dar brilho. Note que na foto abaixo, apesar de a luz vir da direita, o rosto da modelo não apresenta sombras fortes.

11 Flash

Modelo em foto com flash. Pexels

12) Cuidado com o flash em fotos de crianças

Parece clichê, mas é sempre bom lembrar que as crianças são sensíveis ao excesso de luz. Por isso, caso tire fotos de crianças, prefira utilizar um rebatedor ou filtro de flash.

12 foto de criança

Foto de criança com flash. Pexels

13) A melhor hora para sua foto

A chamada “golden hour” (ou “hora de ouro”, em português) acontece no final da tarde, quando o sol está se pondo. Esse momento é considerado bom para fotos graças à distribuição de luz mais regular, que reduz a quantidade de sombras.

13 Golden hour

Registro da Golden Hour. @rivernortgallery/Instagram

14) Não dê zoom, use suas pernas

Esse é outro recurso padrão de câmeras, mas que poucas pessoas sabem usar. Para simplificar, as câmeras digitais utilizam um tipo de zoom que simula a aproximação internamente, o que reduz a qualidade da fotografia. Deste modo, ao aproximar a imagem, a queda da definição é perceptível.

14 Zoom

Foto com zoom. @k1ranmane/Instagram

15) Congele fotos

O efeito câmera lenta que você usualmente vê na internet é bem fácil de ser reproduzido em uma fotografia. Basta ter um baixo tempo de exposição e apoio adequado.

15 Câmera lenta

Foto com efeito câmera lenta. @barbsketch/Instagram

16) Tire fotos de cachoeira como se fossem véus

Esse efeito ajuda a destacar um elemento em movimento, como uma cachoeira. O elevado tempo de exposição vai fazer com que a cachoeira pareça estática. Assim como no efeito anterior, você precisará de um apoio.

16 efeito véu

17) Cuidado com fotos “granuladas”

A utilização do ISO muito elevado pode gerar um efeito de granulação na foto. Esse efeito não costuma ser bem utilizado, mas tudo depende da intenção do fotógrafo. Por isso, pense bem antes de definir o ISO da sua foto para não parecer que ela está velha.

17 Foto granulada

Foto com ISO elevado. @bobbiecurtislee/Instagram

18) Não tire fotos andando

É muito raro, para não dizer impossível, que uma foto tirada enquanto você anda fique bonita. Evite se movimentar quando clicar. Assim, você evita que ela fique tremida ou com baixa nitidez.

18 Foto em movimento

Foto em movimento. @arttia1999/Instagram

19) Sempre que possível, utilize um tripé

Você já se perguntou a razão pela qual  fotógrafos profissionais estão sempre com um tripé? A resposta é simples: para que a foto tenha estabilidade e fique nítida, sem que pareça tremida.

19 Tripé

Fotógrafo com tripé. Pixabay

20) Dê efeito de movimento às fotos

Sabe aquele efeito de movimento, comum em propaganda de carros em revista? Para consegui-lo, basta que o fotógrafo acompanhe o objeto a ser fotografado na mesma velocidade. Assim, a velocidade relativa entre fotógrafo e objeto será nula, gerando um efeito de movimento incrível, com o fundo desfocado.

20 Efeito movimento

Foto com efeito de movimento. @mercedesbenz/Instagram

21) Tire a foto de todo o espaço e recorte depois

Na foto abaixo, o fotógrafo fez certo ao tirar uma foto do ambiente completo, mas acabou se esquecendo que o celular era dispensável e não cortou a foto. Recortar a foto depois permite que vejamos elementos que estão sobrando ou faltando na foto.

28153672_236123726930552_2975977449214443520_n

Foto de ângulo amplo. @harzcor3/Instagram

22) Não corte membros

Alguns tipos de planos mostram apenas uma parte do corpo: por exemplo, o plano americano, que corta parte das pernas. Apesar de tudo depender da intenção do fotógrafo, o ideal é que você decida se quer mesmo cortar ou não alguma parte da foto depois, e não no momento do clique; afinal, depois não dá para voltar atrás e tirar uma foto inteira.

22 corte de foto

Foto com corte horizontal. Pexels

23) Tire fotos sempre coloridas

A lógica de cortar a foto depois também se aplica à mudança de cores da foto. Mesmo que você queira tirar uma foto em preto e branco, o ideal é transformá-la em P&B depois do clique, a fim de ver melhores contrastes e sombras, que no momento do clique podem passar despercebidos. Caso a foto abaixo tivesse sido tirada diretamente em P&B, por exemplo, não teria sido possível fazer o efeito.

23 efeito preto e branco

Foto com efeito preto e branco. Pexels

24) Conheça todos os tipos de plano

Saber quais são os planos mais usados por fotógrafos e cineastas ajuda a compor o espaço de uma foto bonita. O renomado fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, por exemplo, utilizou o detalhe para dar destaque aos pés de trabalhadores.

24 Sebastião Salgado

Movimento dos Sem Terra. Sebastião Salgado

25) Escolha o ângulo

A escolha deste item é muito importante, pois ele pode indica a intenção do fotógrafo com muita facilidade. Fotos de baixo para cima, por exemplo, colocam o fotografado em uma posição acima de quem olha a foto.

25 Ângulo

Foto em ângulo. Pexels

26) Entenda o que é o equilíbrio de brancos

Este fator auxilia o fotógrafo a reconhecer qual tipo de iluminação está sendo aplicada na fotografia. Se a foto estiver no formato RAW  — um formato de foto comumente utilizado por profissionais, onde você pode editar inúmeros detalhes —, existe a opção de escolher o balanço dos brancos depois, em ferramentas mais avançadas de fotografia. Mas se você prefere tirar a foto de acordo com a sensação do momento do clique, selecione a opção de balanço correta.

26 Balanço de brancos

Balanço de brancos. Pexels

27) Luz fluorescente

Agora que você entendeu o funcionamento do balanço dos brancos, aproveite também os interiores para tirar fotos. Lembre-se apenas que esse tipo de luz normalmente deixa a foto em tons mais frios.

27 Luz Fluorescente

Lâmpada fluorescente. Pexels

28) Luz de tungstênio

Esse tipo de luz normalmente deixa a foto mais quente. Apesar de não ser amplamente utilizada, muitos locais usam esse tipo de iluminação como parte da decoração, o que pode render belas fotos.

28 Lâmpada de Tungstênio

Lâmpada de tungstênio. Pexels

29) Prefira tirar fotos em formato RAW

Independentemente do tipo de iluminação utilizada ou das configurações prévias, o ideal é que as fotos sejam tiradas no formato RAW. Como falamos, esse formato permite que a foto seja editada depois, de forma mais detalhada. Mas atenção: apesar de ajudar no equilíbrio de brancos, o formato é muito pesado e pode acabar comprometendo a memória da câmera em uma longa viagem, por exemplo.

29 RAW

Comparação entre fotos RAW e JPG. Difference Between

30) Valorize as cores

No momento de comprar uma câmera, uma das características que podemos pesquisar é a quantidade de cores que ela é capaz de reproduzir. Por isso, valorizar as cores em uma composição pode destacar sua foto em comparação com as demais.

hot-air-balloon-balloon-sky-hot-air-balloon-ride-163235

Balão de ar quente colorido. Pexels

31) Invista em paleta de cores

O termo paleta de cores não significa necessariamente uma seleção como a que vemos em lojas de tinta. Investir em paleta de cores diz muito mais sobre o ambiente que imaginamos, e pode fazer também com que um item da foto se misture com o ambiente.

31 Paleta de cores

Efeito de cores. @avant.arte/Instagram

32) Atenção à distribuição de cores

A distribuição de cores guia o olhar sobre uma foto. Concentrar um tom em um espaço e deixar que os outros estejam mais difusos, por exemplo, levará o olhar primeiramente à região com cores mais concentradas.

32 Organização de cores

Foto evidenciando a distribuição das cores. @avant.arte/Instagram

33) Brinque com claros e escuros

Desde o Renascimento, os jogos de luz entre claro e escuro são famosos nas artes. Um dos principais expoentes nesse sentido foi o pintor Caravaggio, famoso por seus chiaroscuros. Essa composição é valorizada esteticamente até hoje.

33 Luz e sombra

Foto evidenciando o jogo de luz e sombra. @teijido/Instagram

34) Apoie a câmera para tirar uma foto

Você pode querer dar um efeito de que a foto está tremida algumas vezes, mas na maioria dos resultados, a prática não corresponde à ideia. Por isso, é melhor garantir a foto com um apoio da câmera.

35) Evite elementos que não “agreguem” à foto

Na foto abaixo, por exemplo, a intenção era retratar a fachada do prédio, mas no momento do clique, passou uma pessoa. O que fazer nesses momentos? Clicar novamente!

35 Foto Jordana

Foto de viagem.Jordana Farias

36) Use e abuse da regra dos terços

De acordo com a regra dos terços, os elementos mais importantes de uma foto devem estar posicionados na intersecção das linhas de grade, como no exemplo abaixo. Essa composição valoriza os elementos que estão na posição indicada.

36 regra dos terços

Foto com os quadrantes evidenciados. Falando de foto

37) Mantenha sempre os horizontes em linha reta

Se você costuma ir à praia, provavelmente já percebeu que a linha do horizonte é reta. Por isso, nosso cérebro entende essa composição como natural. Então, se você tirar uma foto na praia em que o mar pareça inclinado de alguma forma, a foto pode ficar estranha.

37 Foto Horizontal

Foto com alinhamento horizontal. Pexels

38) Escreva com uma lanterna

Provavelmente, você já viu uma foto em que há alguma palavra escrita no ar, mas nunca conseguiu reproduzir. Pois saiba que para clicar uma foto como esta é fácil, porém pode levar um tempinho. Para tirá-la, você precisa de um lugar com pouca luz, um tripé e uma lanterna, além da câmera, claro. O segredo desta foto está no longo tempo de exposição. E lembre-se: na hora de escrever, o ponto de vista de leitura que conta é o da câmera e não o seu.

38 Efeito luminoso

Efeito de escrita com lanterna. @federicavagnoni/Instagram

39) Se for tirar fotos em locais frios, leve um saquinho plástico

Essa dica parece boba, mas muito importante. Poucas pessoas sabem, mas equipamentos eletrônicos podem parar quando estão em ambientes muito frios, e isso é comum, inclusive, com câmeras fotográficas. Por isso, leve sempre um saquinho plástico para reduzir o contato do equipamento com baixas temperaturas.

39 Câmera na neve

Foto de câmera na neve. @trentbonaphoto/Instagram

40) Use reflexos

Fotos em dias chuvosos geralmente deixam o clima mais frio ou tenso. Mas você pode se aproveitar da chuva para inovar, criando reflexos de água surpreendentes.

40 Foto espelhada

Foto com efeito espelhado. @jankatcapar/Instagram

41) Proteja sua câmera e, principalmente, sua lente

Sabe quando você vai tomar banho depois de uma ida à praia e encontra tanta areia no corpo que continua achando grãos espalhados pelos cantos dias depois? Então imagine como fica a sua câmera nesse tipo de ambiente. Quando for fotografar em locais com muito pó, areia ou glitter, embale a câmera em um saquinho plástico e utilize um filtro neutro como proteção da lente, para evitar arranhões.

41 Color run

Foto com poeira colorida. Pexels

42) Viaje

Parece clichê, mas sair do local que estamos acostumados a fotografar pode mudar sua visão sobre o lugar onde você está na volta, além de garantir boas fotos durante a própria viagem.

42 viagem

Foto de viajante. Pexels

43) Se não puder viajar, ande

Sabe aquele bairro que você acha interessante, já ouviu falar que é legal, mas nunca foi? Aproveite para conhecê-lo, e leve seu equipamento para clicar algumas fotos!

43 templo

Foto de templo budista. @marina_mood/Instagram

44) Use luz lateral para valorizar expressões e curvas

Esse tipo de luz ressalta expressões e contornos que, dificilmente, seriam destacados com a iluminação normal. Na série 50 Tons de Cinza, por exemplo, esse efeito é utilizado para dar maior sensualidade às cenas.

44 Foto efeito sombra

Foto com efeito de luz lateral. Asher Monnonkulama/Flickr

45) Gaste tempo escolhendo o cenário de suas fotos

Essa dica é, especialmente, indicada para fotógrafos que fazem ensaio de noivos, recém-casados, grávidas, entre outros. Entenda a preferência de seus clientes e estude o cenário e o estilo de fotos que eles querem ver no álbum. Assim, seu trabalho corresponderá às expectativas.

45 Cenário

Foto com cenário campestre. Pixabay.

46) Escolha roupas adequadas às fotos

Depois de selecionar o cenário, lembre-se que o ideal é que o figurino esteja relacionado ao local escolhido. Por outro lado, pode ser que seus modelos optem por um trabalho mais divertido, de modo que as roupas não concordem com o local, mas estes casos são exceções.

46 Figurino

Foto com modelos com roupas campestres. Pexels.

47) Fuja do básico

Sabe aquela foto da turma de amigos em estilo barreira de time de futebol? Esquece! Pense em poses que fujam do comum!

47 Foto em grupo

Foto em grupo. @gilpinna/Instagram.

48) Cada rede social tem um estilo de foto diferente

O que Instagram, Facebook, Twitter, Flickr, Pinterest têm em comum? São redes sociais onde podemos postar fotos. O que as fotos em que postamos nelas têm em comum? Nada! Se prestarmos atenção, temos a tendência de postar um estilo diferente de foto em cada rede social. Além do estilo, elas também apresentam tamanhos diferenciados. Então tire fotos únicas para cada rede e utilize o Canva para deixá-las no formato certo.

48 Estilo

Estilo de foto tipicamente publicada no Pinterest. Pexels.

49) Tenha boas referências

Na química, diz-se que nada se cria, tudo se transforma. Algumas pessoas acreditam que o mesmo se aplica às artes; mas nesse caso, renomeamos transformação como inspiração. Para fazer boas fotos de paisagens, por exemplo, é preciso ter boas referências de fotógrafos especialistas em paisagens. Com isso, aprendemos que certos ângulos funcionam mais que outros, bem como cores, equilíbrio de branco, foco, entre outras ferramentas. Por isso, crie uma lista própria de referências e se inspire nelas ao clicar.

49 Sebastião Salgado

Foto de Sebastião Salgado/G1.

50) Fuja das regras

A regra mais importante de todas é que para tirar uma foto bonita não há regras. Você constrói suas referências e seu próprio estilo, seja criando fotos fora do enquadramento, fora do equilíbrio de brancos ou em outro estilo que preferir. Não tenha medo de arrisca. Inove!

50 diversão

Foto de crianças correndo em dunas. @avant.arte/Instagram

Deixe suas fotos ainda mais bonita com o editor do Canva

Depois de conhecer essas 50 técnicas para tirar fotos bonitas, que tal aproveitar para editar suas belas fotos no Canva e criar designs incríveis com elas? Essa ferramenta facilita a vida de pessoas que não têm conhecimento sobre ferramentas de design, e até mesmo de designers! Além de intuitiva, a edição no Canva é rápida, gratuita, não requer download de aplicativo, e você ainda pode compartilhar tudo por e-mail ou nas redes sociais. Muito fácil, não é mesmo? Então cadastre-se para aproveitar todas essas facilidades!

Sua arma secreta para criar designs deslumbrantes