5 Dicas para Criar uma Apresentação de Slides Espetacular (Com 8 Modelos Gratuitos para Editar)

5-dicas-apresentacao-de-slides-modelos-editar

As apresentações visuais são ótimas para transmitir ideias de forma simples e direta. Confira as nossas dicas para garantir o sucesso.

Após o lançamento dos primeiros programas de apresentação de slides em 1990, as projeções conquistaram um espaço significativo nos ambientes escolares, acadêmicos e corporativos.

Não é difícil entender o motivo: a possibilidade de abordar temas de uma forma mais esquemática atendeu aos anseios de cerca de 65% da população global, que é formada por aprendizes visuais. Isso significa que mais da metade das pessoas aprende melhor quando interage com conceitos aliados a imagens e representações gráficas.

Mas nem tudo são flores. A popularização dos slides também tornou frequente a exibição de materiais repetitivos e desinteressantes. Portanto, para se destacar, você precisa criar um conteúdo autêntico e interativo.

Para ajudar você a produzir uma apresentação inesquecível, separamos 5 dicas e 8 modelos gratuitos, que estão disponíveis no Canva, uma ferramenta de edição e design que pode auxiliar em todo o seu processo criativo.

1. Prepare um roteiro e organize o seu conteúdo em tópicos

Uma apresentação de sucesso depende de muito preparo e organização, já que você tem a missão de transmitir com clareza os resultados do seu trabalho ou estudo.

Seja na apresentação de um trabalho escolar, pesquisa na faculdade ou em uma reunião de metas no trabalho, você precisa priorizar o entendimento do público.

Para conseguir elaborar uma apresentação didática, ter domínio sobre o tema é fundamental. Então, o primeiro passo é fazer uma pesquisa intensa sobre o seu tema. Dedique um tempo para explorar cada aspecto do assunto, além de ler e assistir materiais especializados.

Depois disso, você vai precisar transformar essa pesquisa em um material facilmente compreensível. Separe os trechos mais relevantes do conteúdo que você estudou e comece a criar um roteiro.

Esquematizar as ideias em tópicos é uma ótima forma de manter o seu espectador focado, além de facilitar o entendimento. Organize o seu roteiro em um fluxo linear, abordando cada tópico como se estivesse percorrendo um caminho.

O seu roteiro não precisa ser rígido. É bem provável que você tenha novas ideias durante a criação da sua apresentação, mas ter uma programação vai ajudar a manter sua produtividade.

2. Mantenha a harmonia da sua apresentação com um padrão gráfico

Agora que você já estudou o seu tema e tem um esboço pronto, está livre para começar a produzir a sua apresentação visual.

Neste ponto, a sua primeira preocupação deve ser com a estética do seu material.  Os slides devem atrair a atenção do público e transmitir confiança — algo impossível de fazer se você exibir um material desorganizado e de má qualidade.

Para garantir que o público perceba o seu capricho e domínio sobre o assunto, trabalhe cada detalhe do design da sua apresentação.

Usar temas prontos e personalizáveis é uma ótima ideia, desde que não sejam aqueles que já vêm no pacote do computador, porque as pessoas estão acostumadas a vê-los em qualquer apresentação.

Você precisa exibir algo novo, que desperte interesse nos espectadores. Para manter o público focado em seu material e no que você tem a dizer, o equilíbrio visual da apresentação é muito importante: é isso que irá transmitir a sensação de organização do seu conteúdo.

Inove nas chamadas textuais, imagens, gráficos e pontos de interação, mas mantenha um conceito uniforme; isso é essencial para transmitir o seu capricho.

Outro aspecto que conta muito para o equilíbrio da sua apresentação é a hierarquia visual, ou seja, os diferentes níveis de importância de cada elemento em sua apresentação.

A hierarquia é fundamental na hora de direcionar o foco do seu público para os trechos mais importantes da sua apresentação.

Você pode conduzir o olhar do seu espectador de várias formas. Aumentar as dimensões de um elemento é um dos meios mais eficientes de destacar uma informação, mas você também pode usar cores brilhantes ou contrastantes para alcançar um resultado parecido.

Para criar um ponto de foco e estabelecer a sequência das informações, é muito interessante criar níveis de tamanho e densidade diferentes para cada parte do texto (título, subtítulo e corpo textual). Combinar diferentes fontes para cada propósito também vai ajudá-lo a diferenciar as informações de acordo com o grau de importância.

Confira alguns modelos de apresentação de slides que aplicam as técnicas de hierarquia visual com perfeição. Se você gostar de algum, é só clicar e personalizar à vontade no Canva:

Modelo de apresentação/Canva.
Modelo de apresentação/Canva.

3. Escolha a paleta de cores que mais combina com o seu tema

Você já se perguntou por que usamos a cor verde na hora de apresentar os resultados positivos e o vermelho nos negativos? E que tal a sensação de serenidade causada pela cor azul, enquanto um tom de amarelo dá uma impressão mais enérgica?

Essas sensações causadas pelas cores são chamadas de propriedades psicológicas.

As cores da sua apresentação são capazes de transmitir ideias ou sentimentos instantaneamente.

Na hora de trabalhar no design da sua apresentação de slides, você precisa escolher a paleta de cores com cuidado, já que uma opção equivocada pode dar uma impressão inversa à que você deseja.

Além das sensações provocadas pelas cores, o tema da sua apresentação também pode influenciar diretamente na escolha da sua paleta.

Um exemplo clássico é quando se está trabalhando com algum tema relacionado à ecologia, que guarda uma relação muito forte com os tons de verde e marrom. Outro bom exemplo é a utilização do azul em marcas tecnológicas (Facebook, Samsung e IBM que o digam).

Na hora de escolher a sua paleta de cores, pense bem na sensação que você quer causar, na mensagem que você deseja transmitir e na identidade visual do seu tema. Uma escolha acertada vai aproximar você do seu público e facilitar a didática do seu trabalho.

Você também precisa lembrar do equilíbrio e do padrão nesta parte. Evite usar muitas cores, a menos que isso seja necessário no seu tema. Uma paleta com até três cores é suficiente para criar variação e interesse visual, e você pode manter o padrão em todos os quadros da apresentação.

Quando falamos de cores, também é importante lembrar do contraste entre o fundo e o texto. Você já tentou ler um texto redigido em amarelo sobre um fundo azul claro? A missão é quase impossível por causa do baixo contraste entre essas cores.

As cores que você escolher para a sua apresentação são determinantes para a legibilidade das informações. Utilizar as cores erradas pode até diminuir a velocidade de leitura do seu trabalho.

Se você ainda precisa de ajuda com as cores da sua apresentação, veja os modelos customizáveis que separamos para você. É só clicar e editar no Canva:

Modelo de apresentação/Canva.
Modelo de apresentação/Canva.

4. Use fontes legíveis e textos curtos

Você teve um caderno de caligrafia no primário? Apesar de ser uma tarefa entediante para algumas pessoas, escrever repetidamente em linhas caligráficas ajuda a deixar a letra da criançada bonita e, principalmente, legível.

Com o avanço da tecnologia e a uniformidade proporcionada pelos textos digitados, muita coisa mudou. A legibilidade e a qualidade da leitura dependem menos das habilidades mecânicas de cada um, mas a escolha da fonte é essencial.

Escolher a fonte certa para o seu propósito passa diretamente pela decisão entre fontes com ou sem serifa. As serifas são pequenos prolongamentos no fim das hastes de cada letra, e a presença ou não delas muda radicalmente as características de uma fonte.

Para o caso das apresentações de slides, a melhor opção é a fonte sem serifa. A ausência das serifas facilita a leitura em meios digitais (telas, projetores e letreiros), já que as letras têm aparência e estilo mais simples.

Já as fontes serifadas são melhores para materiais impressos, especialmente em grandes porções de texto, como livros e manuais. Além de tornarem a leitura mais agradável, as serifas também agilizam o processo de identificação das palavras. Você pode usá-las caso vá distribuir um material físico para que os seus espectadores possam acompanhar a sua apresentação.

Se você quiser fugir das opções comuns de fontes, como Arial, Calibri e Times New Roman, pode baixar fontes alternativas em sites como DaFont e 1001Fonts. Só não se esqueça de conferir as licenças de uso e dar os devidos créditos.

Depois de escolher a fonte que vai marcar o estilo textual da sua apresentação, é hora de pensar na disposição dos tópicos de cada slide.

Você precisa ter em mente que a sua apresentação é apenas um material de apoio para o seu discurso. Os slides são ótimos para embasar os seus argumentos e manter o espectador focado na sua mensagem, mas não devem ser uma distração.

Por isso, evite textos longos. Exibir textos que são idênticos ao seu discurso ou — pior ainda — que você pretende ler durante a apresentação torna os seus slides desinteressantes, e você perde a oportunidade de dar ainda mais riqueza ao conteúdo.

Como ensina Aaron Weyenberg: nos textos da apresentação, menos quase sempre quer dizer mais.

Organize as ideias em tópicos objetivos, combinando o texto com outros elementos, como as imagens e gráficos (que você vai ver a seguir). Isso vai deixar a sua apresentação muito mais dinâmica e completa.

Dessa forma, você vai conduzir o seu público pelos quadros, ao invés de fazê-lo ficar na dúvida entre ler e acompanhar sua apresentação.

Dê uma olhada nos modelos de apresentação que separamos para você. Todos distribuem as chamadas de forma direta e organizada, e estão prontos para edição no Canva:

Modelo de apresentação/Canva.
Modelo de apresentação/Canva.

5. Facilite o entendimento do público com imagens e gráficos

Você já deve estar se perguntando “ué, e as imagens e os gráficos da minha apresentação?”, e tem toda a razão.

Considerando que o objetivo dos slides é justamente traduzir o conteúdo intenso que está sendo apresentado de forma oral, isso faz desta parte uma das mais importantes do seu processo de criação.

Para potencializar o efeito que você pretende causar com os elementos gráficos da sua apresentação, você precisa prestar atenção em três pontos: o propósito, a qualidade e a exibição.

O propósito é justamente a função que a imagem vai desempenhar em sua apresentação.

Se você tem um conjunto de estatísticas difícil de explicar, um gráfico é uma ótima ideia, porque permite que você traduza cada informação de maneira didática.

Já se você estiver falando de desmatamento, por que não provar para o seu público que o problema é real ao mostrar uma fotografia de uma área devastada?

A regra de ouro se resume ao papel da figura na sua apresentação: facilitar o entendimento ou embasar o seu discurso. Apenas evite usar elementos gráficos desnecessários. Lembre-se da simplicidade e do equilíbrio.

A qualidade deve ser observada tanto no aspecto visual, quanto na origem do gráfico.

Usar elementos desfocados ou de baixa resolução transmite uma ideia de desleixo sobre a sua apresentação. Por isso, trabalhe apenas com imagens e gráficos em alta definição.

A origem precisa ser crível e confiável. Conheça a fonte dos seus elementos gráficos e tenha certeza da relevância do material para a sua apresentação.

Lembra da hierarquia visual? Pois é justamente ela quem vai influenciar a exibição dos seus gráficos e imagens.

Para garantir que a informação que você deseja transmitir seja captada, organize o alinhamento das imagens e dos gráficos, concentrando o foco do espectador nas partes mais importantes.

Quer ter certeza de que você vai aplicar as imagens e os gráficos da maneira certa? Então use um dos modelos customizáveis do Canva abaixo:

Modelo de apresentação/Canva.
Modelo de apresentação/Canva.

Agora é com você

Você já sabe as dicas que vão ajudá-lo a ter sucesso em sua apresentação de slides, então mãos à obra!

Tudo o que você aprendeu aqui cabe perfeitamente em apresentações escolares, acadêmicas ou corporativas.

Para garantir uma apresentação completa e eficiente, use o Canva. A ferramenta possui recursos incríveis de criação e edição de slides — e de muitos outros tipos de design. Você só precisa acessar o site e se registrar. O Canva é intuitivo, gratuito e funciona direto no seu navegador.

Bons designs!


Marcelo Parreiras
Written by
Marcelo Parreiras

Educação


Expresse-se melhor com o programa de design mais fácil do mundo.

Expresse-se melhor com o programa de design mais fácil do mundo.