10 Segredos de Colorização que os Designers Seguem à Risca

colorizacao

“Cor: que linguagem profunda e misteriosa!” (Paul Gauguin)

Matizes específicas podem provocar diferentes emoções, associações e respostas que afetam a forma como a sua marca é percebida. Para falar de uma maneira mais simples, as escolhas de cores podem ser a causa do sucesso ou do fracasso de um design. Na verdade, uma pesquisa mostrou que as cores aumentam o reconhecimento das marcas em até 80%, além da interação com a obra, a compreensão do texto e outros aspectos.

Felizmente, nós estamos longe da época em que as nossas opções de cores eram limitadas aos recursos naturais de pigmentação. Nós já não dependemos mais de cores de origem mineral, animal ou vegetal. Os pigmentos sintéticos e as telas digitais facilitaram muito a nossa vida, mas ao mesmo tempo, deixaram mais difícil o processo de escolha das cores. Com uma quantidade de opções tão grande à disposição, escolher uma paleta para um projeto de design se tornou algo muito complicado, para dizer o mínimo. A comunidade Colourlovers listou quase 8 milhões de cores, e existem mais de 16 milhões de possibilidades hexadecimais de combinações de cores.

Você se assustou? Calma. Nós pedimos aos top designers da comunidade do Creative Market para que compartilhassem truques e conselhos de colorização para conseguir combinações de cores incríveis. E aí vão as 10 dicas que nós compilamos para você usar no seu próximo projeto criado no Canva.

Quer ver o que a designer sênior do Canva, Poppie Pack, consegue fazer com cores no Canva em 3 minutos? Assista ao vídeo no final deste post e descubra.

01. Capture inspiração onde estiver

Callie Hegstrom, a talentosa designer por trás do portal Make Media, sugere: “Eu tiro fotos de esquemas de cores lindos, como flores ou pores do sol, e depois coleto as cores direto do Photoshop ou do Illustrator. Também é uma ótima forma de combinar textos ou gráficos com qualquer foto que você esteja trabalhando, garantindo assim um resultado coeso”.

Então, se você adora o esquema de cores de alguma fotografia, colete as cores diretamente da imagem e tenha em mãos uma paleta rápida, fácil e eficiente. Ferramentas como Photocopa deixam essa técnica ainda mais fácil. É só carregar a sua imagem, explorar as diferentes matizes que ela exibe e extrair uma paleta de cores incrível em pouco tempo.

Manhattan Darling Typeface

Callie Hegstrom (@MakeMediaCo) se inspira em paletas de cores da realidade.

02. Use a sua roda de cores

O artista Marc Chagall tem uma frase que é ótima para lembrar o que funciona em termos de combinações de cores: “Todas as cores são amigas de suas vizinhas e amantes das cores opostas”. No caso, “amigas” são as cores análogas: aquelas que estão lado a lado em um círculo cromático de 12 partes. Já as cores complementares são “amantes”: tons que são diametralmente opostos na roda de cores.

Cindy Kinash, a designer de Vancouver por trás do portal Cultivated Mind, explica que “na hora de pintar flores em aquarela, uma ótima forma de criar um efeito de sombra é acrescentando uma cor análoga”.

Mulberry Script

Nesta obra de Cindy Kinash, o azul-claro é combinado com o azul-escuro e o roxo para criar um efeito de profundidade.

Essa dica funciona para quase qualquer coisa que você puder imaginar. Brinque com esquemas de cores análogos quando acrescentar sombras aos seus títulos ou bordas. Essas cores, geralmente, misturam-se bem. Encontre combinações únicas ao usar cores vizinhas no círculo cromático!

Mas se você não tem costume de explorar esse tipo de coisa manualmente, não tem problema; existe uma variedade enorme de ferramentas online à sua disposição para ajudá-lo a descobrir as amigas e os amantes das suas cores favoritas, como o Adobe Color.

03. Inspire-se no design de interiores

Campos diferentes do design compartilham desafios no que diz respeito às cores. Os designers de interiores, por exemplo, precisam harmonizar espaços com texturas, objetos e paletas de cores que funcionem bem juntos.

A designer Elena Genova (do MyCreativeLand) dá um ótimo conselho a esse respeito: “Eu sigo uma regra do design de interiores que se aplica muito bem ao design gráfico: 60% – cor dominante, 30% – cor secundária, 10% – cor terciária. Se você quiser colocar uma quarta cor (ou mais cores), divida o percentual da cor secundária (ou talvez até da cor dominante, mas nunca da cor terciária)”.

VeryBerry Pro Cyrillic

Tente mergulhar em outros campos criativos para descobrir suas regras sobre o uso das cores – cada disciplina artística tem suas regras! Se você observar salas ou prédios com boas combinações de cores, você vai descobrir novas e incríveis técnicas de trabalho.

04. Guarde o que funciona

Nicky Laatz, proprietária de uma loja de designs e tipografias, compartilha como ela guarda boas paletas de cores para usar no futuro:

“Sempre que vejo uma imagem com cores bacanas ou que combinem bem, eu tiro um screenshot ou dou um pin para ver de novo depois. E então, quando chega a hora de encontrar uma boa paleta de cores, eu procuro as imagens que salvei para me inspirar, e sempre encontro algo apropriado.”

Vanilla Frosting Typeface

Vanilla Frosting, uma das melhores fontes da Nicky, é composta por esta imagem supercolorida inspirada em confeitarias.

Procure inspirações para paletas de cores em qualquer lugar – em designs contemporâneos ou em arte histórica; em fontes online ou impressas.

Você provavelmente conhece a utilidade de sites como o Pinterest, que permitem que você salve e catalogue todos os tipos de paletas digitais. Mas o que dizer sobre as inspirações físicas?

O designer e autor do livro Steal Like An Artist, Austin Kleon, é um grande defensor do “arquivo folheável” – um caderno ou catálogo onde você possa colar exemplos inspiradores de designs e cores. Então, se você estiver lendo uma revista, vendo um panfleto ou simplesmente tiver gostado de alguma correspondência que usa bem as cores, cole em seu arquivo. Desta forma, quando você estiver tentando bolar uma boa paleta de cores, vá até o seu catálogo e dê uma folheada. Inspiração instantânea!

Nicky tem uma pasta só de paletas no Pinterest, onde ela armazena esquemas de cores atrativos para usar depois. Você pode ver as inspirações que ela tira de pins como 14 Citrus Color Palettes (14 Paletas de Cores Cítricas) e dos esquemas de cores de produtos como Vanilla Frosting.

05. Use os catálogos de cores Pantone a seu favor

Às vezes, um círculo cromático digital não é suficiente. Sair de perto da tela de tempos em tempos para observar conjuntos físicos de cores pode ser incrivelmente inspirador, e é exatamente isso que um bloco de Pantone oferece.

A designer Callie Hegstrom explora seu bloquinho de Pantone sempre que sente necessidade de escolher cores do jeito antigo. Ela explica que “às vezes, é bacana ter um guia físico e que não dependa de cores de tela. Também ajuda bastante se o cliente demanda uma cor específica e precisa observar amostras físicas”.

Quer saber algo legal sobre amostras Pantone? Elas não pertencem tanto ao passado! Cada cor Pantone possui uma equivalente hexadecimal. Você pode até usar cores hexadecimais no coletor do Canva para ter em mãos uma paleta de forma prática e rápida.

Amostras de Pantone e outros conjuntos físicos também são fantásticos para qualquer designer que esteja trabalhando com projetos impressos. Saber exatamente como a sua cor vai ficar no papel pode economizar seu tempo, dinheiro e estresse.

06. Use cores da natureza

Nossos olhos estão acostumados a admirar esquemas de cores naturais. Se você decidir tirar sua inspiração do ambiente, como sugere o Gary da CO-OP, “as combinações são infinitas”. Paisagens, vegetações, frutas, todas as cores naturais podem ser incríveis, acessíveis e fontes gratuitas de inspirações para montar uma paleta de cores. Gary trabalha na África do Sul, onde ele montou sua loja virtual, e é constantemente influenciado “pelo brilho do sol sul-africano. As cores são quentes e arrasadoras”.

Textured Watercolors

É bem fácil ver onde Gary encontra inspiração com essas texturas em aquarela – que vão das cores mais quentes, como o Vermelho Fogo do pôr do sol, às cores mais frias, como o Verde Floresta inspirado nas plantas.

Perder-se procurando inspiração online e nos trabalhos de outros profissionais é muito comum, mas existe um mundo cheio de inspirações do outro lado da sua janela, pedindo para ser explorado.

07. Fique com 3 ou 4 cores

A menos que você esteja apostando em um visual arco-íris de propósito, evite combinar uma quantidade excessiva de cores. Rodrigo German, um designer gráfico chileno, recomenda usar três cores para manter seus gráficos claros, sem exageros. Mas, se você for usar mais de três, ele sugere que você acrescente algumas texturas para atenuar as cores extras.

Marty Spring

Em sua obra Marty font, Rodrigo usou três cores principais: rosa, preto e verde. Ele também brinca com texturas para conseguir a quantidade ideal de contraste.

Então, se você não estiver se sentindo muito inspirado, ou perceber que algo não está funcionando, tente reduzir o número de cores da sua paleta – e de preferência, fique com a quantidade mágica: três.

08. Combine as cores com o humor do seu tema

Pense no assunto que você vai abordar com sua obra de design. É sobre esportes, moda, beleza ou negócios? A partir daí, pense em um humor específico que você gostaria de associar àquela atividade. É um folheto bonitinho de moda ou um panfleto radical sobre esportes? É feminino, alegre, sério ou elegante?

Salome, a designer por trás do Graphic Box, sugere a definição do tema das cores antes que você comece a trabalhar nos detalhes. “Por exemplo: ‘Eu preciso de um roxo romântico’ ou ‘Eu quero um rosa fofinho’.”

Autumn Collection

Para seu kit gráfico de outono, Salome apostou nos tons orgânicos de verde, laranja e vermelho.

Dê uma olhada em fotografias, designs e quaisquer outras fontes criativas para captar tons, ideias e emoções parecidas com as que você quer para o seu design. Quais são as semelhanças? E as diferenças?

Outra boa técnica para construir a força e a efetividade da sua seleção de cores é se familiarizar com a teoria das cores. Faça uma pequena pesquisa, leia alguns materiais e descubra o que algumas cores podem causar psicologicamente e subconscientemente às pessoas quando usadas corretamente. Lembre-se: cores que são escolhidas com base em propósitos definidos são as mais eficientes!

09. Procure paletas temáticas no Pinterest

O Pinterest tem uma quantidade impressionante de paletas organizadas por artistas do mundo inteiro. Ian Barnard, criador do Vintage Design Co., explica seu processo de busca abaixo:

“Se eu for criar um pôster com o tema de praia, faço uma simples pesquisa de ‘paletas de cores de verão’ e escolho uma.”

Esse é o resultado de uma simples busca por paletas de cores de verão no Pinterest. A melhor parte? Você vai receber inspiração de diferentes áreas do design: interiores, moda, gráfico e até de eventos.

10. Siga sites para amantes de cores

Colourlovers é uma comunidade criativa onde pessoas de todo o mundo criam e compartilham cores, paletas e estampas. Registre-se no site e explore mais de 3,7 milhões de paletas de cores criadas pelos usuários para inspirar suas ideias.

Agora é a sua vez

Cores podem ser a causa do sucesso ou do fracasso dos designs. Elas podem tornar as coisas belas e serenas ou intimidadoras e ousadas. A escolha é sua, porque tudo depende do uso cuidadoso e intencional das matizes.

Independentemente de você colecionar obras, encontrar inspiração no mundo externo ou simplesmente bolar algo na hora de criar, boas paletas de cores são o caminho para um bom design. Então, por que não experimentar algumas técnicas diferentes para trazer um pouco de vida ao seu design?

Confira o que Poppie Pack consegue fazer com cores no Canva:

Ainda não se registrou no Canva? Clique aqui e descubra um mundo gráfico totalmente novo.

Sua arma secreta para criar designs deslumbrantes