Guia do Design: Definição, Funções, Exemplos e Tutorial

o que é design

Design é a concepção e elaboração de um projeto. Aprenda tudo sobre essa área do conhecimento e descubra uma solução para criar artes gráficas de maneira rápida e gratuita.

De todos os termos estrangeiros adotados na língua portuguesa, “design” é um dos que mais causam confusão. No entanto, você se depara com essa palavra o tempo todo: na gráfica, no escritório, no salão de beleza e até em casa.

Quer esclarecer de uma vez por todas as suas dúvidas sobre o assunto? Então confira este guia que nós preparamos especialmente para você. Ao final, você vai descobrir a melhor forma de ganhar tempo e gerar mais oportunidades com o design. Boa leitura!

O que é design?

Design não é apenas o que parece e o que se sente. Design é como funciona.

— Steve Jobs

Para colocarmos de forma simples, design é o projeto de elaboração de um produto, ambiente, sistema e experiência, entre outros processos criativos.

Contudo, muita gente ainda se confunde na hora de interpretar o significado dessa palavrinha. 

Como bem ensinou Steve Jobs, design não serve só para deixar as coisas bonitinhas, longe disso. O foco não está só na estética dos projetos: o primeiro e mais importante objetivo do design é garantir o funcionamento, tendo sempre em mente a interação do usuário e a integração ao ambiente.

Mas como o conceito é amplo e aplicável a muitas áreas, existem variações específicas de design que são usadas de acordo com a ocasião. Você talvez esteja mais familiarizado com o design gráfico, o design de sobrancelhas ou o design de interiores… sim, tudo isso é design!

Fique tranquilo: até o final deste texto, você não vai ter nenhuma dúvida sobre o assunto. Vamos em frente! 

Qual é o certo: design ou designer?

A alma nunca pensa sem uma imagem.

— Aristóteles

Na verdade, as duas palavras existem, mas têm significados diferentes. O design, que você já aprendeu que se trata de um projeto de criação, é o objeto de trabalho do designer, que é o profissional da área.

Ou seja, designer de produto, por exemplo, é o especialista responsável pelo planejamento — funcional e visual — de um item, enquanto o design de produto é o próprio projeto.

Muito fácil, não é?

Certo, e design é arte ou ciência?

Design é a solução para um problema. Arte é a questão para um problema.

— John Maeda

Bem, não é arte e nem ciência, mas se alimenta de ambos. E é exatamente por isso que o design é tão importante em sua vida e faz com que você esteja em contato com frutos desses processos criativos o dia todo.

A parte artística está na expressão da visão, ideia e sentimento do autor do projeto. Assim, por mais que esse não seja o objetivo do design, é impossível desassociar a arte da criação de uma experiência ou objeto. Por outro lado, a parte funcional do design demanda muito da ciência. É só lembrar que o foco está na solução de problemas.

Mas o que é design gráfico?

Design é, literalmente, planejamento proposital. Design gráfico é, então, a forma que esses planos tomarão.

— Chip Kidd

Já que você entendeu o que é design em um sentido geral, vai ficar muito mais fácil aprender o que é design gráfico.

Design gráfico é o ramo do design responsável pela criação de conteúdo visual com o objetivo de transmitir mensagens. O profissional da área, o designer gráfico, usa fontes, imagens e ilustrações para atender às necessidades específicas do usuário em peças interativas.

Quando você olhar para qualquer material de comunicação visual, como um logo, papel timbrado, cartão de visita ou mesmo um anúncio de redes sociais, você estará diante de uma obra de design gráfico, produzida por um designer amador ou profissional (não esqueça a diferença entre design e designer).

É fato que o design gráfico evoluiu em um ritmo muito acelerado nas últimas décadas graças à popularização dos computadores e smartphones. No entanto, você pode verificar traços desse campo do conhecimento em registros históricos de milhares de anos — como os hieróglifos egípcios.

Até pouco tempo atrás, produzir obras de design gráfico era algo reservado para poucas pessoas. Mas as coisas mudaram. Quer descobrir como? Veja só.

Design para quem não é designer: isso é possível?

Por muito tempo, o design gráfico era algo distante da realidade da maioria das pessoas: você precisava dominar não só as técnicas, mas também investir uma quantia considerável de dinheiro em softwares caros. Ah, isso sem falar que cada programa de design adotava uma experiência de uso bem diferente.

Mas isso ficou para trás. Hoje, você pode produzir artes visuais com acabamentos incríveis mesmo sem ser um especialista na área — e sem pagar nada por isso. Tudo o que você precisa é de uma plataforma grátis e intuitiva como o Canva.

Sim, design para quem não é designer é uma realidade.

Como usar o Canva para produzir suas próprias artes gráficas

Confira o tutorial abaixo e conquiste a autonomia que você sempre quis para criar suas artes.

1. Crie sua conta gratuita

canva online

Página inicial do Canva

Ao baixar o app para iOS e Android ou acessar o site do Canva, você logo verá o botão para criar sua conta grátis. Tudo é bem rapidinho e você ainda pode ganhar tempo usando suas IDs do Google ou Facebook para se registrar.

2. Escolha o tipo de design que criar

Na interface do Canva, tudo é pensado para você possa encontrar o que precisa sem ter trabalho. Como a plataforma oferece modelos para dezenas de tipos de artes gráficas, você tem a opção de escolher a categoria na lista horizontal ou digitar o nome do documento na barra de buscas

Se você estiver precisando de um modelo de currículo, por exemplo, é só inserir “currículo” e voilà! Centenas de templates de vários estilos vão aparecer na sua tela. Escolha o seu favorito e comece a editá-lo.

3. Personalize sua arte do jeito que quiser

Dentro da interface de edição, você tem a liberdade que precisa para fazer o que quiser com seu design. Mude a posição dos elementos, insira ou exclua fotos, altere as cores e coloque um texto especial com a fonte que mais combina com a sua proposta.

No banco de imagens, você ainda tem à disposição milhões de opções de fotografias, ilustrações, ícones e muitos outros elementos para dar um toque pessoal no seu design. Vá em frente, experimente tudo e solte sua criatividade!

4. Baixe, compartilhe e imprima quando quiser

Depois que você terminar de produzir seu design no Canva, ainda pode escolher entre várias opções para mostrar sua obra ao mundo. É possível baixar em diversos formatos no seu dispositivo, compartilhar direto nas redes sociais e também imprimir — mas você não precisa escolher apenas uma opção e nem fazer isso de imediato.

Todas as criações ficam armazenadas na sua conta do Canva e você pode reeditá-las sempre que quiser. E se você precisar mudar um detalhe sem perder a versão original, é possível fazer várias cópias da sua arte e alterar cada uma de acordo com o necessário. 

Esse é um recurso muito interessante para criar materiais de divulgação para diferentes públicos usando a mesma base, por exemplo.

Gostou? Ora, então aproveite para começar a produzir seu primeiro design agora mesmo. É só clicar no botão Usar este modelo nos templates de post para redes sociais abaixo.

 

Dê asas à sua criatividade

Agora que você já sabe tudo o que precisa sobre o mundo do design, acelere e comece a dar vida às suas ideias.

Seja para criar apresentação do seu TCC ou promover os produtos e serviços do seu negócio, você não precisa ser um especialista em design para produzir uma arte com acabamento profissional. Muito menos comprometer seu orçamento.

Conte com o Canva e transforme sua imaginação em realidade.

Boas criações!

 

Sua arma secreta para criar designs deslumbrantes